Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > História de Pentecoste
Início do conteúdo da página

A História de Pentecoste

Publicado: Terça, 09 de Dezembro de 2014, 22h26 | Última atualização em Terça, 09 de Dezembro de 2014, 22h36 | Acessos: 2922

Cidade da região Norte Cearense, microrregião do Médio Curu. Fundada em 23/08/1873, está a 45m de altitude, 89 Km distante de Fortaleza e em 2010 o IBGE estima a sua população em 34.841 habitantes. Chamou-se primitivamente Conceição da Barra ou Barra da Conceição. Suas origens remontam ao Século XIX, quando Bernardino Gomes Bezerra, fazendeiro em Canindé e residente na região praieira do Acaraú, construiu nas proximidades da fazenda Barrinha, pertencente a Francisco Ferreira Azevedo, uma casa onde fixaria morada (1860). Surgiram em consequência outros moradores, edificando novas residências e contribuindo para a formação do arraial.

A elevação do povoado à categoria de Vila provém da Lei nº 1.542, de 23 de agosto de 1873. Suprimida, na forma do Decreto nº 18 de 15 de abril de 1892 e restaurada conforme Lei nº 457, de 27 de agosto de 1898. Suprimida em segundo turno, segundo Dec-Lei nº 1.156, de 4 de dezembro de 1933 e restaurada consoante Dec-Lei nº 1.540, de 3 de maio de 1935. Sua elevação à categoria de Município provém do Dec-Lei nº 448, de 20 de dezembro de 1938.

Em suas manifestações de apoio eclesial tem-se como precedente a edificação da primitiva capela, contando com a colaboração decisiva do Mestre Bernardino. A pedra fundamental, do nicho que seria concluída em 1864. A missa inaugural, teve como oficiante o padre Manuel Lima, evento que se registra no Domingo de Pentecoste, o que levaria o reduto à denominação que se consagraria.

A Freguesia, consta como tendo sido criada, conforme Lei Provincial nº 1.283, de 29 de setembro de 1869 e instituída canonicamente a 8 de janeiro do ano seguinte. Tem-se como primeiro vigário o padre Firmino Brandt Rocha, nomeado a 10 de janeiro de 1870 e empossado a 2 de fevereiro seguinte.

1860 - Origens

Suas origens remontam ao Século XIX, quando Bernardino Gomes Bezerra, fazendeiro de Canindé e residente na região praieira do Acaraú, construiu nas proximidades da fazenda Barrinha, pertencente a Francisco Ferreira Azevedo, uma casa onde fixaria morada (1860). Surgiram em conseqüência outros moradores, edificando novas residências e contribuindo para a formação do arraial.

1864 - Primeiras Manifestações Religiosas

Em suas manifestações de apoio eclesial, tem-se como precedente, a edificação da primeira capela local, contando com a colaboração decisiva do Mestre Bernardino. A obra foi concluída em 1864.

A missa inaugural teve como oficiante o padre Manuel Lima, evento que se registra no Domingo de Pentecoste, o que levaria o reduto à denominação que se consagraria: Pentecoste.

1869 - Criação da Paróquia

A Paróquia consta como tendo sido criada, conforme Lei Provincial nº. 1.283, de 29 de setembro de 1869 e instituída canonicamente a 8 de janeiro do ano seguinte.

1871 - Primeiro Vigário da Paróquia

Tem-se como primeiro vigário, o padre Firmino Brandt Rocha, nomeado a 10 de janeiro de 1870 e empossado a 2 de fevereiro seguinte.

1873 - De Povoado a Vila

A elevação do povoado à categoria de Vila, provém da Lei nº. 1.542, de 23 de agosto de 1873. Suprimida, na forma do Decreto nº. 18 de 15 de abril de 1892 e restaurada conforme Lei nº. 457, de 27 de agosto de 1898. Suprimida em segundo turno, segundo Dec-Lei nº. 1.156, de 4 de dezembro de 1933 e restaurada consoante Dec-Lei nº. 1.540, de 3 de maio de 1935.

1938 - De Vila a Município

Sua elevação à categoria de Município provém do Dec-Lei nº. 448, de 20 de dezembro de 1938.

registrado em:
Fim do conteúdo da página

Zoom Soluções  +55 (85) 4141-6011